Daily Archives

5 de março de 2020

Folhas de figueira

março 5, 2020 0 comentários

Cedo de manhã, ao voltar para a cidade, teve fome; e, vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela; e, não tendo achado senão folhas, disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente. Vendo isto os discípulos, admiraram-se e exclamaram: Como secou depressa a figueira! ” Mt 21: 18 – 20 

Essa é uma daquelas passagens duras que nos parecem não fazer conexão com a vida e a obra de nosso Senhor Jesus. Por que o Senhor amaldiçoou aquela figueira à beira da estrada? Será que ele era apaixonado por figos ou estava tão desesperado de fome? Será que Ele teve um ataque de chilique após ficar frustrado por não encontrar naquela árvore nenhum fruto mas apenas folhas?

De algumas aplicações que podemos aprender. Penso que existe uma lição MUITO importante que o Espírito Santo de Deus quer nos ensinar. Quando lemos sobre folhas de figueira nos lembramos de uma outra passagem da bíblia. Está  lá no início da história da humanidade … quando Adão e Eva transgrediram as ordenanças de Deus. Em Gn 3: 7 – Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si.”  Um pouco mais pra frente, ficamos sabendo que  essa tentativa humana de esconder a sua nudez e se apresentar diante de Deus não foi aceita por Ele … no versículo 21 se diz: ” “Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu.” 

Jamais um homem, imperfeito, pecador e terreno poderá produzir, pelo seu próprio esforço, qualquer obra que consiga se justificar diante de um Deus perfeito, justo e eterno.  E essa sentença diferencia a espiritualidade cristã de qualquer outra proposta de relacionamento com Deus. Enquanto outras religiões colocam o homem como o protagonista da sua própria salvação,  o evangelho diz que o homem é incapaz de se salvar não importa quais ou quantas obras ele o faça. Essa situação também serviu como um sinal contra os judeus da época: um povo acostumado com cerimônias, festas, dias, cultos e sacrifícios …. porém nada disso poderia satisfazer a justiça de Deus. São apenas folhas de figueira que não podem apresentar o homem de forma digna diante daquele que é santo santo santo. O Senhor Jesus, como Messias, deixou isso claro ao profetizar que uma vida sem o fruto produzido pelo Espírito secará até a morte.

Para um religioso que está tentando, com muito esforço e suor, tampar a sua vergonha com obras e trabalho humano essa é uma  notícia que o perturba e pode até mesmo o entristecer. Mas para pecadores miseráveis e inúteis como eu essa é uma linda e perfeita boa nova de salvação e esperança. 

A minha justiça e dignidade não é baseada nas obras que eu realizo mas na obra que Deus realizou  por mim. 

” Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegra no meu Deus; porque me cobriu de vestes de salvação e me envolveu com o manto de justiça” Isaías 61:10