Daily Archives

19 de dezembro de 2019

Um menino nos nasceu

dezembro 19, 2019 0 comentários

Adão  respondendo a Deus disse: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi. Gn 3:10

Essa é a primeira vez em que a Bíblia registra uma fala do homem para Deus. Uma criatura com consciência do seu pecado se percebendo indigno e desnudo tenta fugir envergonhado do Seu Criador que é Santo Santo Santo. A última vez que as escrituras registram uma fala do homem está no penúltimo versículo da bíblia em Apocalipse 22:20 onde o homem diz: “Vem Senhor Jesus”.

Quando lemos a bíblia de ponta a ponta vemos bem no início sobre a queda e a tragédia humana no jardim e quando chegamos ao final ficamos sabendo de que o homem habitará eternamente com Deus em uma cidade que desce dos céus. O que aconteceu nessa história? O que levou o homem de esconder o seu rosto de Deus passar a desejar ardentemente a vinda do Filho de Deus? O que bíblia nos conta, é que entre a tragédia do jardim e o triunfo da cidade uma cruz foi levantada.  “Na plenitude dos tempos Deus enviou o seu filho nascido de mulher” Gl 4:4 e Ele mesmo operou o seu plano de salvação e redenção criando um novo caminho até Ele por meio do sangue de Cristo. 

Louvamos a Deus! Porque quando Ele enviou o seu filho a essa terra, na noite do seu nascimento uma multidão de anjos já proclamaram: “Glória a Deus nas alturas! Paz aos homens a quem Deus quer bem” Lucas 2: 14 Deus quer o bem dos homens. Ele nos amou de tal maneira que deu o seu único filho para que todo aquele que nele crê tenha vida eterna.

Enquanto alguns dizem por aí que o melhor ainda está por vir. Nós cristãos dizemos: o melhor já veio e se chama Jesus Cristo o Dom de Deus para a humanidade. E é justamente porque o messias veio é que teremos um futuro glorioso pela frente. 

Semana que vem é natal… e vendo as luzes, músicas, decorações e tudo que fala da história de Jesus não posso deixar de pensar no imenso privilégio que nós temos de conhecer o Jesus da história. E, parafraseando uma fala de Chesterton: eu definiria o natal da seguinte forma: enquanto a data é a pequena publicidade do incrédulo é o grande segredo do cristão.

“Porque um menino nos nasceu e um filho se nos deu” Is 9:6